O Representante da OMS em Cabo Verde, Mariano Castellon, visita esta sexta-feira, 15, o Hospital Agostinho Neto, na Praia, para se inteirar da situação do trabalho e de tratamento dos doentes de paludismo. Na segunda-feira, 18, o Presidente da República também visitará aquele estabelecimento hospitalar com o mesmo objetivo.

Entretanto, especialistas da OMS já se encontram no terreno a fazer a avaliação da resposta nacional, para identificar a melhor estratégica a seguir no combate aos viveiros e mosquitos. O país foi, este ano, confrontado com um aumento de casos de paludismo, tendo chegado na semana passada a um número recorde de 200 casos autóctones, o maior desde 1991.