A Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) vai ajudar Cabo Verde a definir uma estratégia de desenvolvimento para a Saúde, entre outros setores, anunciou à imprensa o diretor da OCDE, Mário Pezzini, esta segunda-feira, 16, após um encontro com o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva.

“Cabo Verde é um país membro com o qual temos trabalhado sempre, mas a razão desta visita é analisar o papel que o país tem desempenhado a nível da África de Oeste e no mundo, e pelo facto de se encontrar numa fase de crescimento, sua importância e pertinência”, disse Mário Pezzini, que encabeça uma delegação da OCDE que está na Praia para se inteirar do andamento da preparação de Cabo Verde para assumir brevemente a presidência da Comunidade dos Países da Língua Portuguesa (CPLP) e da CEDEAO.

Pezzini adiantou que, por várias razões, a OCDE vai aprofundar a relação que tem com Cabo Verde, visando uma estratégia de desenvolvimento para os setores da educação e da saúde, além do bem-estar da mulher. “Vamos nos encontrar com sindicatos, organizações da sociedade civil, governantes e autoridades locais”, informou.

A delegação da OCDE desloca-se a Cabo Verde no quadro da cooperação existente entre as partes para discutir a elaboração de um relatório sobre a economia do arquipélago intitulado “Multidimensional Country Review of Cabo Verde” (avaliação multidimensional de Cabo Verde), cujo objetivo é identificar fontes de crescimento econômico sustentável e garantir o bem-estar e a prosperidade dos seus cidadãos.

A OCDE constitui para o Governo um parceiro de confiança neste projeto, pois pode fornecer análises independentes e pareceres de políticas sólidas. A avaliação multidimensional é considerada ainda uma ferramenta valiosa para o projeto e implementação de políticas públicas, visando o fortalecimento das relações do Governo com a OCDE, abrindo caminhos para uma maior cooperação.

Fonte: SAPO c/ Inforpress